Segunda-feira, 23 de Março de 2009
Vivendo e aprendendo...

Eis a conversa que gostava de ter aqui neste início de semana. Tenho agora um tempo de pausa e aproveito-o para sintetizar umas linhas sobre o meu processo de discernimento interior a partir de um dia-a-dia cada vez mais difícil de gerir, numa altura em que faço campanha no terreno e passo quase toda a semana fora de Lisboa a conhecer pessoas, projectos e instituições que me permitem actualizar o olhar sobre o país real e profundo.

 

Estou, como sabem, em campanha para o Parlamento Europeu, como candidata independente pelo MEP, desde Dezembro passado. Estes quase quatro meses que passaram foram um tempo de privilégio absoluto, em que me foi dada a possibilidade de percorrer o país de norte a sul (ilhas incluídas), num caminho com dois sentidos: conhecer a realidade-real de Portugal e, ao mesmo tempo, dar-me a conhecer nesta nova condição de 'nova política'.

 

Quando insisto na expressão 'realidade-real' faço-o com o propósito de sublinhar a importância de afinar o olhar sobre a realidade à minha volta, sem tentações para o tornar mais ou menos dramático. E é porque preciso de conhecer verdadeiramente o país que quero representar no Parlamento Europeu, num centro de decisão onde se decide a nossa vida todos os dias, que todas as semanas estou fora de Lisboa.

 

A partir de hoje e porque faltam apenas dois meses e pouco para as eleições, vou andar pelo país cinco dias por semana. Ou seja, estou em Lisboa às segundas e aos domingos. Tenho uns dias de pausa na Semana Santa e, de resto, estou em campanha. Vem tudo isto a propósito da minha gestão do tempo, das minhas prioridades e critérios mas, também, da possibilidade real (lá está a realidade-real de que sempre falo!) de manter dois blogs activos.

 

A minha experiência das últimas semanas prova que me é cada vez mais impossível alimentar dois blogs diariamente. Não tenho o dom da ubiquidade, os meus dias não têm mais horas do que os dias dos outros, chego à noite muito cansada (exausta é, muitas vezes, a palavra mais certa) e sem capacidade para sintetizar as matérias, fazer os uploads das imagens e editar textos em dois blogs.

 

Visito diariamente duas ou três instituições sociais e culturais, sempre que posso almoço ou janto com pessoas que estão envolvidas em projectos ou causas cívicas, e vou tendo encontros diários com jornalistas da imprensa regional que localmente me acompanham e se interessam pelo que ando a fazer em cada concelho ou distrito. Ora tudo isto é de uma exigência enorme e é tão estimulante e gratificante como esgotante.

 

Se agora enuncio toda esta realidade é porque depois de um processo de discernimento e ponderação de prós e contras, cheguei à conclusão de que a partir daqui não sou mesmo capaz de manter dois blogs activos. Achei que era capaz mas com a mesma verdade com que separei águas à partida, também agora assumo que humanamente não consigo desmultiplicar-me mais sem correr o risco de me esgotar ou entrar em colapso físico e mental.

 

Assim sendo, a matéria mais política da minha campanha vai passar a estar no site do MEP e no site do MEP Europa (sites onde conto com a colaboração de toda a equipa de 22 pessoas que me acompanham e com quem trabalho intensamente nesta candidatura ao Parlamento Europeu), enquanto a matéria mais impressionista e mais de 'substância da vida' vai estar neste meu blog.

 

Dei-me conta ao longo do caminho já percorrido, que muitas das realidades que toco nesta fase da minha vida, merecem ser divulgadas num blog único e abrangente, por serem realidades universais (ler: não estritamente políticas) e por revelarem um país onde existem pessoas, instituições, associações e projectos verdadeiramente transformadores.

 

Confesso que me comove profundamente conhecer tudo e tanto numa altura de grande crise, em que todos poderiamos ter a tentação do desânimo. Ao contrário do que eu esperava, embora a crise seja real e os dramas cada vez mais dramáticos, há uma legião cada vez maior de pessoas apostadas em atravessar esta e outras crises com sentido construtivo, acrescentando valor e confiança, resgatando a esperança lutando e acreditando que só com muito trabalho e muito esforço seremos capazes de chegar à outra margem.

 

E é justamente porque estas pessoas existem à nossa volta, e porque os projectos que criam ou nos quais trabalham e se envolvem são tão transformadores na sociedade (e nas mentalidades) que não posso deixar de os revelar a todos. Ou seja, a partir de hoje em vez de ter dois blogs e de separar umas águas que afinal são inseparáveis, vou mostrar aqui as pessoas e os projectos que encontro no caminho e deixar para o site MEP Europa a matéria mais política. Aqui a cidadania e ali a política!

 

Tenho a certeza que me percebem e me acompanham, e é também a certeza de percorrer este caminho real e virtual tão bem acompanhada que me enche de alegria e energia para os dois meses que se anunciam como um tempo ainda mais exigente e desafiador. Obrigada por estarem aí. Ou melhor, por estarem aqui comigo!

 



publicado por Laurinda Alves às 12:54
link do post | comentar |

4 comentários:
De José Tomaz de Mello Breyner a 28 de Março de 2009 às 18:58
Cara Amiga

Apenas para lhe dar um abraço de força e tenho a certeza de que vai ser eleita. Lá em casa conta com 4 votos

Um abraço

JTMB


De Patrícia Mascarenhas a 30 de Março de 2009 às 11:26
Há já muito tempo sigo com entusiasmo e comoção os seus relatos e chamadas de atenção para toda uma realidade que nos passa, quase sempre, despercebida. Compreendo a dificuldade que sente na gestão do tempo, mas estou certa de que encontrará a melhor forma de continuar a partilhar estes momentos, pois creio que é também essa necessidade de partilha que a move, no sentido de que essa é uma forma complementar de fazer este seu trabalho de sensibilização com a responsabilidade de ser um agente transformador desta “realidade-real” em que vivemos. Do meu lado, posso garantir-lhe que a sua influência tem sido significativa! É certo que são tristes as situações que acompanha e descreve, mas encontro nelas, ao mesmo tempo, força e resposta – ou, pelo menos, apaziguamento -, a uma dúvida que creio que todos temos em algum momento da nossa vida (embora nem todos sintamos com a mesma intensidade a necessidade de a esclarecer), que é a da razão e sentido da nossa existência. A generalidade dos casos que traz até nós são provas vivas de que a vida vale sempre a pena e que, por si só, isso explica o seu sentido; de outra forma, não veríamos tais demonstrações de força de vontade e de coragem para enfrentar estas tremendas adversidades, viver nelas, contorná-las, adaptar-se, calculo que com um esforço inenarrável e, muitas vezes, até talvez insuportável. Seria mais fácil desistir de aproveitar o melhor que a vida nos dá, mesmo que não seja muito ou aquilo que esperamos, mas, do meu ponto de vista, esta luta reflecte o valor da existência, que estas pessoas não põem, sequer, em causa. São, por isso, para mim, exemplos de excelência na arte de viver a ter bem presentes no dia-a-dia, que me ajudam a relativizar os obstáculos com que me deparo. Continue, Laurinda, precisamos de si por cá e, pela minha parte, prometo que tudo farei para contribuir para uma “realidade-real” mais à medida de todos!


De Laura a 9 de Abril de 2009 às 16:05
Olá Laurinda! Este não é um pedido muito simpático... mas por acaso costuma dar o seu endereço de e-mail?
Se sim, deixei o meu e-mail no login, poderia dar-mo para lá?
Se não, compreendo perfeitamente!

Bjo

Laura


De Marilia a 3 de Fevereiro de 2011 às 01:10
Olá, Laurinda, por gentileza, poderias enviar-me um e-mail para contato?
Muito grata
Marilia


Comentar post

Site MEP Europa

Site oficial
A EQUIPA MEP EUROPA

MEP - Movimento Esperança Portugal

Programa MEP Europa

Download

posts recentes

Vivendo e aprendendo...

A Obra do Frei Gil, um so...

Pia do Urso e um Parque E...

BricoSolidário: arranjos ...

A casa dos bebés e crianç...

Breve album de fotografia...

Os melhores queijos das m...

Dia de entrevistas e enco...

Pular a Cerca, programa E...

A Diana, a Cláudia e o Lu...

pesquisar neste blog
 
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

RSS