Domingo, 8 de Fevereiro de 2009
Mais pessoas que conheci na CERCIGUI

 

Deixo aqui mais imagens das oficinas e ateliers da CERCIGUI

onde os jovens aprendem artes e ofícios. Neste caso aprendem

a fazer sapatos e arranjos de sapateiro, uma arte que nunca se

pode perder. Gostei muito dos sapatos de cores em camurça.

 

 

Os centros de actividades ocupacionais destinam-se a pessoas

com deficiência moderada, grave e profunda com idade superior

a 16 anos e os objectivos dos centros da CERCIGUI são facilitar

a integração social destas pessoas bem como manter os jovens

activos e interessados, estimulando todas as suas capacidades.

 

 

 

Eis o autor dos sapatos de que mais gostei. É um rapaz discreto

que prefere não falar e tenta passar sempre mais despercebido...

 

 

Neste atelier fazem-se estampagens em tecidos e o processo

é, em si, muito criativo e artístico. Quem frequenta estes ateliers 

gosta do que faz e sente-se útil e isso é radicalmente importante.

 

 

Na última sala conheci o António, o único que nesta imagem

aparece sentado, mais o Alexandre que está ao centro, e os

Pedros (Pedro Miguel, Pedro Rafael e Pedro Filipe) que são

orientados pelo Helder Marques, o formador de informática

nas áreas do secretariado e apoio administrativo. Foi muito

importante para mim conhecer a CERCIGUI e o trabalho que

fazem mas o maior privilégio foi conhecer os que frequentam

os centros. Sobre o António ainda hei-de falar esta semana... 

E tenho muito mais coisas para contar e mostrar sobre este

tempo passado no Minho mas confesso que agora me sinto

demasiado cansada para o fazer. Ao longo da semana conto!



publicado por Laurinda Alves às 20:23
link do post | comentar |

15 comentários:
De Jorge Sousa a 8 de Fevereiro de 2009 às 20:58
A CERCIGUI foi o ponto de partida para uma jornada intensa pelo Minho, em que o MEP se deu a conhecer e descobriu muitas coisas boas que por cá existem. Aqui descobrimos que a vontade de alguns, como os técnicos e a direcção da CERCIGUI , permite que outros recomecem a vida quando poucos acreditam neles.


De Laurinda Alves a 8 de Fevereiro de 2009 às 21:12
É verdade, Jorge! E é porque existem pessoas cujo maior talento é potenciar os talentos dos outros que o mundo muda e avança... Abraço e obrigada por nos guiares por estes e outros caminhos tão iluminantes. Abraço!


De Pedro Fernandes a 9 de Fevereiro de 2009 às 10:01
Aqui está a grande turma da Informática e secretariado da Cercigui!!! Gostava de ter estado na foto mas não pude!!! :) Mas mesmo assim a foto´está muito boa!


De Laurinda Alves a 9 de Fevereiro de 2009 às 10:55
Pedro é pena não ter estado, até para se juntar à turma de Pedros... Um abraço. Na próxima vez que for à CERCIGUI fazemos uma foto mais completa!


De rudboy a 9 de Fevereiro de 2009 às 10:04
esta foto tá fixe..heheheheh

só flata 4 elementos.......


De Laurinda Alves a 9 de Fevereiro de 2009 às 12:02
Rudboy, tal como disse ao outro Pedro, tenho que voltar para fotografar a equipa completa! E para passar mais tempo com todos, até porque ainda só passou o fim de semana e já tenho saudades e imensas perguntas para fazer sobre coisas que ficaram a fazer eco em mim depois desta visita tão breve mas tão intensa. Abraço!


De Formandos da Cercigui a 9 de Fevereiro de 2009 às 10:09
Foi com prazer que a recebemos no nosso centro, e com agrado sentir reconhecimento do trabalho que é desenvolvido na Cerci.

Suadações de todos os Formandos da Cercigui da àrea de Informática e Secretariado.


De Laurinda Alves a 9 de Fevereiro de 2009 às 12:09
Caros formandos, acreditem que o prazer foi meu. Por mim ( e se não fosse a sucessão de compromissos que tinha a seguir a esta visita) teria ficado muito mais tempo nas instalações da CERCIGUI, onde apetece realmente ficar a conhecer cada pessoa e cada projecto em profundidade. Como isso não foi possível desta vez, espero em breve poder voltar. Ainda tenho as entrevistas que fiz para publicar aqui e ao longo dos próximos dias vou publicando. Espero que gostem, também. Muito obrigada por tudo e tanto que aprendi aí convosco. O que sabem e o que não imaginam, por se tratar daquela aprendizagem interior que vem da observação apaixonada de uma realidade que transforma por ser uma realidade vivida na adversidade mas que graças ao vosso esforço e dedicação dos formadores se converte numa realidade de aparente facilidade. Sabemos que a vida não é fácil e que a experiência de acompanhamento de pessoas portadoras de deficiência e das suas famílias é extraordinariamente exigente e é por isso que sublinho esta aparente facilidade com que os formandos e formadores fazem as coisas na CERCIGUI. Muitos parabéns a uns e aoutros. Abraços a todos!


De Pedro a 9 de Fevereiro de 2009 às 10:56
Esta foto esta muito fixe tinha que ser da área de Informática e Secretariado, e tinha e estar lá EU se não a foto não era a mesma

ABRAÇOS


De Laurinda Alves a 9 de Fevereiro de 2009 às 12:10
Pedro, com tantos Pedros nesta sala nem sei exactamente qual é o que assina este comentário...na foto, qual dos Pedros fala? Em todo o caso é uma foto muito fixe, sim!! Abraços!


De Catarina a 9 de Fevereiro de 2009 às 12:39
Boa tarde, Laurinda.
Não é a primeira vez que comento um blog seu, mas é a primeira vez que comento este blog.
Vim aqui espreitar, para ver como corria a sua campanha e tive que ler todos os posts, ver todas as suas entrevistas.
Lembrei-me que seria engraçado, um dia, ser a Laurinda a estar do outro lado da camara, do lado das respostas numa pequena entrevista :)

Acho a sua vida verdadeiramente fantástica. É uma inspiração diária, que nos mostra que mais é possivel e claro, melhor também é possível.
Enquanto existirem pessoas claras, objectivas, grandes e felizes, como a Laurinda, é possível acreditar que se pode sempre ir mais além!
Vejo-a como a verdadeira mulher de sucesso, que muitos teimam em dizer que não existe, com a carreira e a família em equilibrio, com a sensatez das escolhas.
Claro, que falo apenas do que a Laurinda trasmite (e não estou aqui a passar para o femininismo)
Mais uma vez, quero felicitá-la pelo seu trabalho e por ser tão grande inspiração para o meu dia-a-dia!
Parabéns


De Laurinda Alves a 9 de Fevereiro de 2009 às 12:56
Catarina, muito obrigada pelo seu comentário e pelas palavras que escreve. Gostava de sublinhar que esse equilíbrio de que fala e essa felicidade que sublinha existem, de facto, mas também só são possíveis porque vivo muitos momentos de perplexidade e de falta de equilíbrio. A felicidade, essa, também vem da certeza de tantos e tantos tempos de tristeza vividos, de momentos e fases duras e difíceis que eu e todos atravessamos. E se lhe digo isto não é para ter pena de mim (muito pelo contrário, pois a minha felicidade é real) mas por ser a mais pura das verdades e por ser justamente este somatório de tempos fáceis e tempos difíceis que me permitem o equilíbrio, a alegria, a realização pessoal e profissional e, através disto tudo, ser feliz. Queria também dizer-lhe que são pessoas como a Catarina (que nem sequer conheço pessoalmente, note!) capazes de pequenos-grandes gestos de atenção e generosidade que me fazem mais feliz e mais centrada no essencial. Sei que percebe o que lhe quero dizer e sei que sabe que lhe agradeço tudo e tanto com verdade. Quanto a esse exercício diário de tentar fazer mais e melhor, é essa a minha aposta permanente. Às vezes consigo... :) Abraço enorme!


De Laurinda Alves a 9 de Fevereiro de 2009 às 13:01
Ah! Só mais uma coisa: quanto à ideia de pequenas entrevistas ou gravações, acho que é uma óptima ideia e eu própria já várias vezes pensei nisso mas acabei por desistir para não me tornar excessiva nem invasiva. O facto de já aparecer nas fotografias, de escrever todos os dias em dois blogues e, ainda, de ter crónicas semanais no jornal Público faz com que a minha presença se multiplique e seja muito expressiva. Nesta lógica e porque tenho verdadeiro pavor de excessos, prefiro manter as coisas como estão em vez de acrescentar mais 'vivos' e assim multiplicar as minhas intervenções. Acho que me percebe e acompanha nesta leitura da vida e dos efeitos perversos que podem ter os excessos... Abraço!


De vania pereira a 13 de Fevereiro de 2009 às 11:54
estao mt bem na foto os meninos da minha area, falto eu a menina da area lol! gostei mt do artigo k a Laurinda fez sobre o Tó, pena k n ajam mais pessoas k s lembrem de nos conhecer, conhecer a nossa historia k infelizment n é mt feliz.
Felicito-a plo seu trabalho e pla iniciativa de nos vir conhecer, pena eu n ter estado no horario k veio...


De Laurinda Alves a 13 de Fevereiro de 2009 às 12:57
Vania, que pena não nos termos cruzado aí, sim! Obrigada pelas palavras sobre o Tó mas o mérito é todo dele. E vosso! Abraço enorme e até breve.


Comentar post

Site MEP Europa

Site oficial
A EQUIPA MEP EUROPA

MEP - Movimento Esperança Portugal

Programa MEP Europa

Download

posts recentes

Vivendo e aprendendo...

A Obra do Frei Gil, um so...

Pia do Urso e um Parque E...

BricoSolidário: arranjos ...

A casa dos bebés e crianç...

Breve album de fotografia...

Os melhores queijos das m...

Dia de entrevistas e enco...

Pular a Cerca, programa E...

A Diana, a Cláudia e o Lu...

pesquisar neste blog
 
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

RSS