Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2009
O que eu e o MEP defendemos para a Europa

Ontem, alguém particularmente importante na minha vida e com uma visão estratégica sobre a política, a multiplicação dos talentos, o mundo das ideias e a maneira como comunicamos uns com os outros disse-me:

 

-  Por mais que me identifique contigo ou com o MEP jamais terei tempo e concentração suficientes para ler todo o vosso progama eleitoral para a Europa.

 

Fiquei decepcionada, claro, até porque (passe a parcialidade radical!) considero que temos um excelente programa e digo-o na certeza de que eu apenas contribui com uma parte pois o documento saiu em partes rigorosamente iguais dos 22 elementos da Lista MEP Europa.

 

- Mas não lês só por ser extenso ou por mais alguma razão?

- Porque tenho os dias muito preenchidos, porque tenho centenas de mails acumulados em atraso, porque viajo todas as semanas, porque mal tenho tempo para ler os jornais de manhã, porque quero chegar a casa à tarde e ter tempo para os meus filhos e porque é impossível para mim ler um programa eleitoral com atenção no meio disto tudo.

- Então, o que é que sugeres?

- Que o graves e que publiques pequenos vídeos, ponto por ponto, ou com as ideias gerais ou como achares que é mais eloquente.

 

Fiquei a pensar na ideia e acho que sim, que tem razão. Amanhã vou fazer a apresentação do programa na sede do MEP, em Lisboa, e no fim vou combinar com os elementos da lista gravarmos o essencial do programa em vídeo, seguindo o índice, sublinhando as ideias-chave e, acima de tudo, tornando o programa vivo e expressivo. Espero conseguir convencê-los a todos a gravarem comigo as partes que pertencem às suas áreas específicas...

Se isso for possível e nos correr bem, ficamos com uma dupla versão do programa que depois poderá ser consultado neste blog e no site do MEP.

 



publicado por Laurinda Alves às 19:17
link do post | comentar | ver comentários (7) |

Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009
Vésperas da minha 1ª sessão pública em Lisboa!

 

Faltam 2 dias para a minha primeira sessão pública de apresentação das

razões da minha candidatura ao Parlamento Europeu pelo MEP, em

Lisboa. Até aqui as sessões foram todas feitas fora de Lisboa e confesso

que esta estreia na minha cidade me enche de nervos mas, também, de

satisfação. De nervos, porque sei que vão estar presentes pessoas que 

conheço bem e, até, amigos ou amigos dos amigos. De satisfação, pelo

estímulo que é poder concretizar as razões, enunciar os propósitos e até

defender as minhas posições perante conhecidos e desconhecidos. Nas

sessões anteriores quase só havia desconhecidos para mim, coisa que

me deu um certo alívio e explico porquê: é que ainda estou a interiorizar a

minha nova condição de 'nova-política' e, nesta lógica, preciso de tempo e

de espaço interior para reforçar as minhas convicções. Expô-las obriga-me

a um exercício de síntese que me faz muito bem e é estimulante mas, lá

está, também me enche de nervos e sustos. Quem está a aprender uma

nova função, seja de que natureza for, percebe-me bem e isso ajuda-me.

Deixo aqui duas fotos enormes de que gosto particularmente. A de cima

é a instalação que a escultora Raquel Gomes criou para a inauguração da

sede nacional do MEP; a de baixo é uma imagem captada no dia em que

fizemos uma tertúlia na sede a propósito dos Perfis de Exclusão- Propostas

de Inclusão sobre as pessoas com deficiência ou alguma incapacidade. Na

foto a Mafalda Ribeiro, jornalista, cronista e autora do livro Mafaldisses que

devia ser de leitura obrigatória, está a fazer-me rir como sempre faz. É incrível

o testemunho de alegria, coragem, generosidade e verdade. Grande mulher! 

 

 

 



publicado por Laurinda Alves às 17:20
link do post | comentar |

Site MEP Europa

Site oficial
A EQUIPA MEP EUROPA

MEP - Movimento Esperança Portugal

Programa MEP Europa

Download

posts recentes

O que eu e o MEP defendem...

Vésperas da minha 1ª sess...

pesquisar neste blog
 
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

RSS